A Rainha da Suécia que ninguém te conta

March 05, 2018



Rainha Silvia, da Suécia, promove no Brasil entidade que fundou para lutar contra pedofilia.

Em 1993 e em 1994, houve dois casos chocantes de pedofilia na Suécia. Até então, ninguém tinha a coragem de falar sobre a violência sexual contra crianças. Para mim, como mulher, como mãe e também como rainha, não foi fácil falar a respeito. Então, em 1998, nasceu a World Childhood Foundation, que no Brasil foi fundada no ano passado.

Marcela Temer se une à rainha da Suécia em defesa da infância

A primeira-dama Marcela Temer e a rainha Silvia da Suécia se uniram nesta terça-feira em São Paulo em defesa dos direitos das crianças e pediram às autoridades e à sociedade que se comprometam de forma "urgente" com essa luta.

Enquanto isso, na Suécia.....

“(...) aqui na Suécia tem até uma página que se dedica a discutir o assunto. E que há uma similar na Noruega.
Primeiro, pensei tratar-se de uma página clandestina, dessas que tendem a desaparecer quando denunciadas. Depois, descobri que se trata de uma página dedicada a colocar holofotes sobre a pedofilia, promover um debate amplo e, inclusive, hospedar depoimentos de pedófilos que queiram contar sua experiência pessoal! Além disso, traz artigos científicos sobre o tema, fatos e resultados de pesquisas, além de uma longa lista de referências bibliográficas para os interessados.
Ainda sem entender muito bem, continuei a pesquisa. A página esclarece que não acolhe pornografia infantil nem qualquer tipo de matéria ilegal. Tampouco tem o intuito de incentivar comportamentos criminosos. Dedica-se a discutir a predisposição de algumas pessoas (segundo a página, entre um e cinco por cento da população) que têm sua ‘orientação sexual dirigida a crianças’.”



O exemplo da Suécia, um país totalmente contaminado pela ideologia de gênerohttps://pt.zenit.org/articles/o-exemplo-da-suecia-um-pais-totalmente-contaminado-pela-ideologia-de-genero/

Suécia: Mutilação Genital, Estupro, Sharia e o Fim

Eu não sou uma profunda pesquisadora da monarquia, mas pelo que vejo da história, os reis de antigamente eram mais “cabra macho” que os de hoje, os politicamente corretos. Até Henrique VIII, que fez coisas absurdas como matar suas esposas e desrespeitar a igreja com o divórcio, tomou atitudes politicamente incorretas. Essa conversa de que o Rei/Rainha reina mas não governa, nunca entrou e nunca entrará na minha cabeça. Uma rainha acha que interferir no abuso sexual e no abuso familiar que crianças, mulheres e adolescentes vivem é interferir na vida privada? Se pedofilia fosse vida privada não seria crime, certo? Se fosse privada teria sido extinta pelo comunismo, visto que no COMUM – ISMO privado não tem vez, correto?

Se a Rainha Sílvia tivesse real desejo de mudar algo, ela saberia que a UNICEF:

3.   'Sexo oral por biscoitos': As denúncias de abuso sexual contra soldados e funcionários da ONU
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160304_denuncia_abuso_onu_fn

Se ela realmente tem genuíno interesse em salvar as crianças e as famílias, porque ela não vai aos Estados Unidos lutar contra o NAMBLA?

O NAMBLA (sigla para North American Man/Boy Love Association — Associação norte americana de homens e rapazes amantes) é uma organização fundada nos anos 70, mais precisadamente em 1976 que faz parte do ativismo pedófilo no qual defende a aceitação da pedofilia como fim de tabus na sociedade e da idade de consentimento.

https://medium.com/@robertopanoff/algo-que-você-precisa-conhecer-o-nambla-e-a-política-da-pedofilia-c99771640083

NAMBLA -PEDOFILIA LEGALIZADA NOS EUA
Apesar do monitoramento do FBI, acredito serem necessárias medidas mais duras com relação à essa pouca vergonha LEGALIZADA!!!





“Se existe algo que me impressiona, é essa sincera, obstinada e tola idolatria pelo modelo escandinavo. Os países onde os direitos humanos são respeitados, afinal, deveriam ser os mais felizes e com menos problemas, não? Não.
Se entendermos “direitos humanos” como a agenda da ONU ou dos partidos ligados ao pensamento da New Left (quase todos), a Suécia, hoje, é um verdadeiro inferno para muita gente. Ouse ser tradicionalista, ouse passar valores cristãos com seriedade para sua família, e correrá o risco de perder a guarda de seus filhos. Ouse questionar políticas de imigração na Suécia, e poderá ser preso por racismo, xenofobia… ou por islamofobia, mesmo com todos os problemas que o islã levou para a Suécia. “

HIPOCRISIA À PARTE....


250 anos de Liberdade de Imprensa na Suécia debatidos em Madrid

A liberdade de Imprensa visa, na sua fundação, a vigilância e responsabilização dos órgãos do Poder, em defesa dos cidadãos. Por sua vez, não funciona de modo saudável se os jornalistas não se assumirem responsáveis pelo que escrevem, respeitando de modo rigoroso uma ética profissional. Estas reflexões estiveram no centro da conferência “Liberdade de Imprensa e ética jornalística”, recentemente realizada na sede da Asociación de la Prensa de Madrid, com a qual mantemos um acordo de parceria.


Em 1766, a Suécia aprovou a primeira lei de liberdade de imprensa do mundo. Um século e meio depois, os suecos chegaram à conclusão de que era inadiável criar um modelo que, se de um lado preservava a essencial liberdade de expressão, de outro continha os perigosos excessos da mídia. Em 1916, o país criou o mais antigo conselho supervisor de imprensa da história – um modelo pioneiro, que viria a inspirar a criação de organismos de auto-regulamentação da mídia em diversos países.

CARICATURA DE MAOMÉ: SUÉCIA DEFENDE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

O primeiro-ministro da Suécia, Fredrik Reinfeldt, lamentou nesta terça-feira que cidadãos mulçumanos possam ter se sentido ofendidos pela recente publicação, em um jornal sueco, de uma caricatura do profeta Maomé, mas assinalou que a liberdade de expressão é um direito "inalienável" na Suécia.
"Lamento se algumas pessoas se sentiram ofendidas. Pessoalmente, eu não faria nada que pudesse ser interpretado por outras religiões como provocador ou insultante", afirmou Reinfeldt em um comunicado publicado após um encontro com representantes de organizações mulçumanas suecas.
Segundo o primeiro-ministro, a sociedade sueca acredita que "os políticos não devem julgar a liberdade de imprensa e de expressão, que constituem uma parte inalienável do nosso país e de nossa democracia"

Sueca pode pegar 2 anos de prisão por piada sobre o Islã

Uma mulher sueca de 32 anos, moradora da cidade de Gotemburgo, pode pegar dois anos de prisão após fazer piadas no Facebook sobre o Islamismo.
De acordo com o relatório policial, a mulher está sendo acusada por “falar de forma negativa ou ameaçadora sobre um grupo de pessoas” depois de publicar caricaturas sobre o Islã no Facebook.

Voltando

Antonio Ubaldino, armeiro do Marighela, que diziam ter sido barbaramente torturado na cadeia, foi exilado na Suécia e logo voltou, porque achou mais confortável viver na ditadura militar brasileira do que no paraíso democrático escandinavo.

Olavo de Carvalho

A Rainha Sílvia veio ao Brasil ao lado de XUXA- MARIA DO ROSÁRIO-LUISLINDA-MANUELA D’ÁVILA para promover o fim dos pais castigarem seus filhos.





"Rainhas" Xuxa e Silvia vão à Câmara pedir aprovação da "lei da palmada"
Em uma reunião na Câmara, lotada de funcionários do Congresso e seus filhos, a apresentadora Xuxua Meneghel e a rainha Silvia, da Suécia, pediram nesta quinta-feira (19) que o Brasil adote a chamada "lei da palmada", para proibir os pais de abusarem fisicamente das crianças. Na semana que vem, uma comissão especial da Câmara será montada para avaliar uma iniciativa já adotada pelos suecos desde 1979.

Debate sobre Lei da Palmada tem Xuxa e rainha da Suécia

A Suécia foi o primeiro país do mundo a banir castigos físicos. De lá para cá, outras 28 nações aprovaram medidas banindo a prática.

A Câmara dos Deputados vai instalar na semana que vem uma comissão especial para discutir a proposta da Lei da Palmada. Críticos da medida argumentam que a agressão a crianças já é crime, e que a aprovação da lei significaria uma intromissão do estado nas famílias.A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, é a principal defensora do projeto, que foi elaborado pelo Executivo e chegou ao Congresso no ano passado. Ela argumenta: “A proposta é que se retire da legislação qualquer perspectiva de castigos físicos humilhantes”. Ou seja: a intenção da lei é proibir o que já é proibido.


Xuxa - Xuxa e ‘Amor Estranho Amor’: Querem me chamar de pedófila, chamem https://veja.abril.com.br/entretenimento/xuxa-sobre-amor-estranho-amor-querem-me-chamar-de-pedofila/
Maria do Rosário -  Defensora de estupradores

Cuidado em Kate?
Príncipe George chora ao levar bronca de Kate Middleton





Que Rainha é essa que veio de um país campeão em estupros porém se importa com “problemas sociais” de países alheios e se associa com Comunistas e Pedófílos? Que Rainha é essa cujo pai é nazista e não pode governar um país mas pode o dos outros?E que Monarquia é esta que está associada ao Comunismo?

Que programa é este que “ajuda” crianças vítimas de estupro mas não promove prisão de estupradores, pedófilos nem trabalha em função de educar as crianças a se defenderem e pedir ajuda em caso de abuso ou de insinuações sexuais por parte do pai, namorado da mãe ou membro da família?



Uma rainha nem sempre usa coroa 








Fontes de pesquisa

You Might Also Like

0 comments