Breaking News

Manchester parte final: O ASSASSINO DO ESTADO ISLÂMICO mais conhecido como "suspeito"



O assassino,bandido, maloqueiro e maconheiro foi identificado.

A mídia insiste em bancar uma de "Maria do Rosário" e diz que o assassino não é assassino mas "aquele a quem a polícia indica como o responsável"  - [ BBC de novo e The Guardian]

Parabéns ao Jornal Infobae que chama o bandido pelo que ele é.

O JIHADISTA, ASSASSINO E SUICIDA Salman Ramadan Abedi, de 22 anos


Seus pais são da Líbia mas ele nasceu em Manchester, então ele não é um refugiado.

"Segundo a ministra do Interior da Inglaterra, Amber Rudd, Abedi esteve no radar dos serviços de inteligência, mas era visto como uma figura periférica – mesmo caso de Khalid Masood, autor do atentado em Westminster, há dois meses."- Fonte: Veja

A polícia está certa de que ele não atuo sozinho e se confirmou quando eles detiveram a seus irmãos onde um tem ligações com o E.I e o delegado Ian Hopkins falou em "célula" ou , em outras palavras grupo. 

Amigos e vizinhos diziam que ele era tímido, tranquilo e que fumava maconha e não mostrava interesse pela religião, mas a família é religiosa e que ja viram uma bandeira do E.I no telhado de sua casa mas recentemente viajou à Líbia  por 3 semanas e voltou diferente


Segundo o jornal Daily Mirror, ele se converteu mesmo na Inglaterra, nas mãos de um amigo da família chamado Raphaey Hostey, conhecido como Abu Qaqa al-Britani, um recrutador do ISIS e amigo da família que morreu em 2016 em um ataque à drones na Síria. Mas existe outro nome: Jamal al-Harith, jihadista nascido em Manchester que se estourou bem longe, no Iraque, em Fevereiro desse ano.

O pai dele afirma que o filho é inocente.

Nós não acreditamos em matar inocentes. Isto não somos nós disse Ramadan Abedi ao telefone.Fiquei verdadeiramente em choque quando vi as notícias, ainda não acredito.O meu filho era tão religioso como qualquer criança que nasça numa família religiosa. Quando discutíamos notícias sobre ataques deste gênero, ela era sempre contra, dizia que nada os justificava. Não compreendo como podia ter-se envolvido num ataque que levou à morte de crianças
Tudo que se sabe é isso além de muito disse-me-disse: o pai disse que a Veja disse que a CNN disse que o vizinho disse. Acredito que ele não era o mentor, nem líder mas que o cabeça de toda a operação está a solta. Também tenho a certeza que o governo já tomou a decisão de permitir esta carnificina por algum propósito que não entendo. Steven Morrissey está certo: Os políticos estão bem protegidos e nunca são as vítimas. Em tragédias grandes, eles nunca precisam identificar alguém no necrotério.

Vocês se lembram das grandes tragédias do mundo? Queda de avião sequestrado por terroristas, World Trade Center.... quantas vezes políticos foram chorar suas perdas? Percebem que eles sempre foram intocáveis? 

Acredito que eles permitem mesmo que isso aconteça e oro para que algum Wikileak vaze, expondo a farsa que é essa Lei de Imigração Mundial e que isso é proposital.

No fim, vão dizer que ele era uma criança que não sabia o que fazia ou que por falta de oportunidade, virou maloqueiro.




No comments